Louvores para Refleções

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Entregar-se incondicionalmente a sua vida a Cristo.


   E não somente fizeram como nós esperávamos, mas também deram-se a si mesmos primeiro ao Senhor, depois a nós, pela vontade de Deus(2 Co.8.5). Buscar a Deus é nos entregar a ele completamente. As coisas boas que vêm da vida em Deus vêm para aqueles que se entregam a ele por inteiro. Se detivermos partes dos nossos corações ou das nossas vidas da sua benevolência, perderemos as bênçãos únicas que são resultados do compromisso. Se semearmos esparsamente, não ceifaremos plenamente (2Co.9.6).
        Um sacrifício vivo é a expressão que Paulo usou para caracterizar a nossa auto entrega a Deus: “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional" (Rm.12.1). Na lei de Moisés, os animais que eram sacrificados a Deus tinham que ser mortos. Não era possível a pessoa que adorasse manter o animal vivo para si e ainda entregar uma parte ao Senhor. A própria vida do animal tinha que ser entregue. Correspondente aqueles sacrifícios, a nossa oferta deve ser total. Apesar do nosso ser um sacrifício vivo, o presente não pode ser menos completo do que se os nossos corpos fossem mortos. Deus merece nada menos que o nosso todo, tanto interna quanto externamente.




Pr. Gilson Pereira.



Nenhum comentário: