Louvores para Refleções

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Pressão e Deserto, quando depositamos no Senhor, a vitória é certa.

 Sl 66.1-15

     Davi relata as maravilhas que Deus fez ao povo de Israel, quando os liberava da escravidão do Egito, e agradecia pelas maravilhas feitas; glorificando e exaltando ao Senhor, pois somente ele era capaz de libertar o seu povo de tanta sofrimento, miséria e pressão, prometida no passado aos seus pais.
    Todos os inimigos de Israel, tiveram que joelhar, diante o povo de Deus, quando Jeová realizou as maravilhas para dar inicio a libertação da escravidão, quando o " Mar vermelho converteu em terra seca para o povo passar, e para a terra que manava leite e mel ".
    No cap. 11, Davi fala quando os israelitas era escravos e viviam uma vida sofrida, de miséria e sob pressão. As vezes Deus permite o seu povo passar por pressão, para testar a nossa fidelidade e resistência, para quando recebermos, não perdemos com facilidade e nunca esquecer de onde viemos e quem nos abençoou.
    A bíblia, nos relata homens de Deus, que não suportaram a pressão e fugiu do problema, achando que estava já tudo resolvido; tais como.

Moisés

    Quando se sentiu pressionado e ameaçado pelos egípcios, pela morte de um soldado que agredia covardemente um homem, fugiu para o deserto, onde pensava que tudo estaria resolvido e teve o encontro face a face com Deus e retornou como líder que levaria o povo de Israel para a liberdade.

Davi

    Primeiramente, quando foi perseguido por Saul, logo fugiu para a floresta, e esperou o momento certo para voltar e enfrentar Saul. Já no poder foi confrontado pelo seu filho, pelo seu trono e fugiu com sua família para a caverna de adulão e aguardou o sinal de Deus, para tomar de volta o era dele por direito dado por Deus.

Elias

    Quando foi ameaçado por Jezabel, apos derrotar os 450 profetas, logo fugiu para a caverna, com medo e pensando que teria resolvido a situação, sendo que era somente o começo de uma longa batalha achando que seria o ultimo profeta e com medo pediu a morte e Deus ouviu a sua oração dando alimento e agua através de um corvo, para voltar por cima e vencer esta pressão, que era tão pouco em comparação ao poder que Deus havia liberado sob sua vida.
    Enfim, a sua pressão, o seu deserto e dor, pode durar uma eternidade, mas para Deus o choro pode durar a noite inteira, mas a alegria vem pela manhã.
   Estes exemplos dos servos de Deus, nos ensina ate mesmo como pedir poder, unção e dons para sermos canal de benção para a noiva do Senhor, pois quem muito e dado, muito  e cobrado, ou seja, avalie primeiro a sua intimidade com o Senhor, sua vida espiritual e emocional, para que a pressão seja superado sem dores e desertos prolongados.

    Há dois tipos de pressão:

     1ª. Como de uma panela de pressão, que pode ficar ligado por um dia, na qual o vapor vai sair sem beneficio, ou;
     2ª. Como uma caldeira de um trem ou navio, que quanto mais acumula calor, mais força e velocidade ganha.
  Qual dessas duas pressões você quer ser, sem mais escolha, e claro a pressão da caldeira do trem e do navio, assim e o poder de Deus sob nossas vidas, como mais fidelidade, comunhão, oração e jejum, teremos poder para derrotar o meu e o teu adversário o satanás o pai da mentira, do medo e da derrota.
    Imagine Pedro, ao chegar de mais um dia, sem nada pescado; com certeza depositou ele e todos que estavam no barco, que voltaria com ele cheio, pois tinham família para sustentarem. Já decepcionados e cansados, aproximou Jesus deles e simplesmente liberou a palavra de bençãos e automaticamente eles obedeceram e lançaram a rede, no lado que Jesus ordenou e foram felizes com uma pescaria jamais feita por ninguém. Isso representa que a pressão sob Mateus, não foi maior que a sua fé e certeza da sua vitória.
    O único holoscauto que Deus nos pede hoje a mim e a você, e reconhecer a autoridade de Jesus sob nossas vidas, adorá-lo, exaltá-lo, glorificá-lo e ser fiel à ele no pouco, pois o melhor estar por vim em nossas vidas, no nosso celeiro, alargamento das tendas e proteção da minha  e a sua família, pois ele e SANTO, SANTO, SANTO.


Leia o capitulo completo de Sl.66




Pr. Gilson Pereira.


Ame o próximo, como a si mesmo.


Deus
Mais Outros Scraps e Recados de Feliz Aniversário no Glimboo!

Deus opera o milagre: Onde e na hora que ele quiser.


2 Rs 5.1-19

    Esta passagem bíblica, nos ensina que os pensamentos de Deus não são como os nossos: Muitas das vezes achamos que a forma como Deus irá operar, será a que imaginamos, mas vemos pela história de Naamã que não foi bem assim.
   Naamã era o chefe do exército do rei da Síria, um homem respeitado pelo seu senhor, sua tropa a qual bem comandava e aos seus aliados. Ele deu muitas vitórias aos sírios, homem valente e temente pelos seus inimigos, porém frágio pela sua doença; a lepra.
   Em uma das suas guerras, no seu retorno, os sírios haviam levado presa uma menina que ficou ao serviço da mulher de Naamã.
   Sabendo a moça que o seu senhor estava doente, dirigiu a esposa de  Naamã, falando Oxalá, eu conheço um profeta por nome de Eliseu que poderia, curar o meu senhor.
   Então Naamã, pediu permissão ao seu rei para autorizar a sua ida a Israel, para procurar o profeta citado pela sua serva.
   Como boas vidas Naamã levou para o rei de Israel "dez talentos de prata, e seis mil siclos de ouro, e dez mudas de vestidos".
   "Tendo o rei de Israel lido a carta, rasgou as suas vestes, e disse: Sou eu Deus, que posso matar e vivificar para que envie a mim um homem a fim de que eu cure da sua lepra? Notai, peço-vós, e vede como ele anda buscando ocasião contra mim."
   Quando Eliseu ficou sabendo, o homem de Deus, ouviu que o rei de Israel rasgava as suas vestes a tuas vestes? deixe-o vir ter comigo, e saberá que há um profeta em Israel.
   Possivelmente Naamã achava que receberia uma oração do profeta Eliseu e sairia curado, no entanto, nem mesmo foi recebido pelo profeta, apenas mandou um mensageiro,dizendo;" vai e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne te tornará, e ficarás purificado."
 Automaticamente, indignado,Naamã questionou a ordem de Eliseu,dizendo: Não são, porventura, Abana e Farpar, rios de Damasceno, melhores do que todas as águas de Israel? Não poderia eu lavar-me neles e ficar purificado? Assim se voltou e se retirou com indignação.
  Naquele momento, mas do que a doença física Deus queria limpar, curar e retirar de Naamã , a sua principal lepra era;a soberba e a sua superioridade sob as pessoas, achar que todos que estavam ao seu derredor, seriam obrigados a fazer o que ele queria fazer e falar o que queria ouvir.
  Um servo de Deus, nunca questiona uma ordem de Deus, mas sim poe na posição, dizendo eis me aqui Senhor, faça em mim um instrumento de ti e usa- me como canal de benção para tua noiva. Ao contrário, Naamã, homem tolo, que a todo tempo questionou a ordem do profeta, achando que daria uma mão para Deus e que sabe mais, apontando o local de onde possivelmente sairia a sua cura.
  Deus não precisa da minha ajuda ou da sua, para realizar um milagre, ele precisa apenas de nossa fidelidade e disposição para sermos canal dele a qualquer momento. Nunca tente ajudar a Deus, possa ser que você, não tenha a mesma sorte de Naamã, pois a misericórdia de Deus naquele momento com ele foi tremenda.
 A obediência tem que está acima de nossas sugestões e pensamentos. Quando Naamã descobriu que deveria ir ao Jordão, sugeriu outros rios mais limpos do que aquele para banhar-se. O rio Jordão não era o que Naamã poderia visualizar como fonte de cura no entanto, o Senhor queria ministrar a este homem que a obediência estava acima de tudo. Lavar-se no Jordão era sinônimo de se humilhar. Naamã precisou expor a sua nudez, sua lepra diante daqueles que estavam sob sua autoridade e tudo isso num rio considerado sujo.
  Deus só vai agir com um milagre, na sua vida no local e na hora que somente teu nome for "GLORIFICADO e exaltado".
   Então Naamã desceu, mergulhou no Jordão por sete vezes, conforme palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou como a carne de um menino, e ficou purificado.
  Os pensamentos de Deus não são os nossos. Talvez hoje você acha que tem alguma idéia genial para apresentar a Deus e talvez crê que os milagres de que necessita virá apenas dos lugares e momentos que considera bons e melhores. No entanto Deus nos mostra que ele opera por meios e formas que muitas das vezes, não nos agrada e que não esperamos.

Passos para o agir de Deus:

Vc.1-8 

   1º. As necessidades fazem parte dos planos de Deus para mim e você.
   A) Deus está ciente das nossas necessidades;
   B) Ele permite que elas sejam como parte de sua vida;
   C) Para que possamos buscar a Deus verdadeiramente;
   D) Como Naamã, temos as nossas próprias crenças, mas esse deus, não poderia curá-lo.

 Vc.9-10

   2º. Deus não se preocupa com a aparência.
   A) Naamã exibiu sua riqueza, fama e poder. Mas Eliseu não não se importou;
   B) Naamã esperava uma recepção calorosa do profeta, mas ele foi ignorado;
   C) A cabeça inchada, a soberba não pode ver Deus.

Vc.11-14

   3º. Deus mostra misericordia para com os humildes de coração.
   A) Só quem viver e ser como uma criança, vai ver o "reino de Deus" (Mt 19.13-15);
   B) O Jordão era um rio impuro, sujo e contaminado, aos olhos humanos, pois Deus estava naquele local;
   C) Eliseu ordenou Naamã mergulhar por sete vezes no rio Jordão;
   D) Deus mostra misericórdia para com os humildes, pois naquele momento Naamã, tornava um homem humilde ao obedecer o profeta.

Vc.15-19

   4º. Você nunca pode pagar a Deus. 
   A) Eliseu rejeitou a recompensa a Naamã, pois os dons que Deus ti dá é de graça,e de graça os usa para curar a sua noiva;
   B) Naquele momento,Naamã se rendia aos pés de Deus e si converteu;
   C) Nós não podemos pagar a Deus pelo que ele fez e vai fazer na nossa vida. Apenas segui-lo, adorar-lo e contar o que fez sob nossas vidas;
   D) A única coisa que Deus exige de nós é gratidão, "com tudo dai Graças" (1Ts 5.18 e Ef 5.20).
   
   Enfim, Deus nunca deixa, um filho dele desamparado, apenas o busque de corpo e alma, que verás o milagre sob sua vida e sob a vida dos teus;em nome de "Jesus Cristo de Nazaré".



Leia o capitulo completo de 2 Rs. 5



 Pr. Gilson Pereira.