Louvores para Refleções

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Detento volta de saída temporária de Natal com drogas no estômago.

Nesta sexta-feira (30), agentes penitenciários do Presídio Sebastião Satiro em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, flagraram  um detento que voltou da saída temporária de Natal com o estômago cheio de drogas. O caso foi descoberto após uma denúncia anônima.Exame de raio-x comprovou denúncia
(Foto: Farley Júnio/ PATOS HOJE)
(Correção: diferentemente do informado, o preso recebeu o benefício da saída temporária, e não de indulto, que é o perdão da pena. A informação foi corrigida às 18h33.)

Depois de receber a denúncia, os agentes penitenciários levaram o homem, de 35 anos, para o Hospital Regional da cidade. No local, foi constatado, por meio de raio-x, que ele havia ingerido uma grande quantidade de diferentes tipos de drogas.
O detento foi medicado com um laxante para que evacuasse as porções da droga. Com ele os agentes encontraram cerca de 50 porções de entorpecente, entre eles: crack, cocaína e maconha. O homem informou aos policiais que o material seria usado para consumo próprio. Ele deve ser acusado de tráfico de drogas e ter a pena ampliada.
  •  

A MAIOR VOZ DE OURO DO RÁDIO BRASILEIRO NOS DEIXOU HOJE, ADEUS EDUARDO LIMA E QUE DEUS TE DÊ UM BOM LUGAR


TV Alterosa

Morre o jornalista Eduardo Lima, uma das maiores vozes do rádio brasileiro


Reprodução TV Alterosa
Natural de Montes Claros, Eduardo Lima tinha 60 anos e 13 filhos

02 de janeiro de 2013 - Morreu nesta quarta-feira, o jornalista Eduardo Lima. Uma das maiores vozes do rádio brasileiro. Eduardo estava internado, recuperando-se de complicações após uma cirurgia cardíaca.

60 anos, 13 filhos, nascido em Montes Claros, Eduardo apresentou o "Viva a Tarde", na Rádio Itatiaia, e sua marca era o bordão: "quem é inteligente está ouvindo a gente". O radialista trabalhou em várias emissoras de rário e TV, participou como cantor em diversos CD's, fez teatro e, no cinema, foi roteirista, diretor e ator.

Ele colaborou em parcerias musicais com vários artistas mineiros. Nos últimos anos participava do TV VERDADE, aqui na Alterosa. E sua última aparição foi no próprio TV VERDADE. Eduardo Lima fez uma crônica em homenagem aos 20 anos da morte da menina Mírian Brandão. O velório começará agora à noite na Câmara Municipal de Belo Horizonte.
 


02 de janeiro de 2013 - Morreu nesta quarta-feira, o jornalista Eduardo Lima. Uma das maiores vozes do rádio brasileiro. Eduardo estava internado, recuperando-se de complicações após uma cirurgia cardíaca.

60 anos, 13 filhos, nascido em Montes Claros, Eduardo apresentou o "Viva a Tarde", na Rádio Itatiaia, e sua marca era o bordão: "quem é inteligente está ouvindo a gente". O radialista trabalhou em várias emissoras de rário e TV, participou como cantor em diversos CD's, fez teatro e, no cinema, foi roteirista, diretor e ator.

Ele colaborou em parcerias musicais com vários artistas mineiros. Nos últimos anos participava do TV VERDADE, aqui na Alterosa. E sua última aparição foi no próprio TV VERDADE. Eduardo Lima fez uma crônica em homenagem aos 20 anos da morte da menina Mírian Brandão. O velório começará agora à noite na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

NOTA GERAL: LUTO DO AGENTE PENITENCIÁRIO INDALÉCIO ( TUBARÃO-MOC) FALECENDO DIA 02/01/2013


        Hoje  a equipe do blog do Alexandre Guerreiro não conta mais com o mais nobre colaborador INDALÉCIO TUBARÃO/MOC lotado na Penitenciária de Francisco Sá. Ele estava com depressão, e foi vitima de um  Suicídio (do latim sui, "próprio", e caedere, "matar") é o ato intencional de matar a si mesmo.[1] Sua causa mais comum é um transtorno mental que pode incluir depressão, transtorno bipolar, esquizofrenia, alcoolismo e abuso de drogas.[2] Dificuldades financeiras e/ou emocionais também desempenham um fator significativo.[3] Além da consideração nefasta do suicídio, há também avaliações positivas, sendo visto como uma vontade legítima ou um dever moral[4]

     Tubarão encontrava-se de atestado psiquiatrico, ou seja, afastado das suas atividades laborais. Então, nosso Tubarão é vitima de um sistema que não preocupa com a saúde dos principais operadores do SISTEMA PRISIONAL. É sabido que para o estado ele foi mais um na estatística, para nós será lembrado para sempre nos seus relevantes trabalhos. Vamos lembrar do Agente Público que foi o Tubarão; honesto, amigo e companheiro, isso sim estará resgistrado para sempre na nossa memória.
VALEU TUBA's! PENA QUE NOS DEIXOU CEDO....